Você está aqui
Home > Coberturas de shows > São Paulo Trip: Bon Jovi comanda o Allianz Parque com um carisma que não envelhece

São Paulo Trip: Bon Jovi comanda o Allianz Parque com um carisma que não envelhece

Foto: Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts
Foto: Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts

A segunda noite do São Paulo Trip teve como headliner o Bon Jovi que retornou ao país com a turnê de divulgação de seu recente lançamento “This House Is Not For Sale”. A última passagem do grupo pelas terras brasileiras não era lembrada de forma muito boa pelos fãs já que Richie Sambora havia deixado a banda recentemente e poucos dias antes do show, o baterista Tico Torres teve de ser submetido à uma cirurgia de emergência. Esse fato chegou a ser lembrado pelo cantor ao dizer que isso era o passado e que naquela noite tudo seria melhor. E foi.

Por duas horas, Bon Jovi guiou o público que lotou o Allianz Parque, no único dia até o momento que teve os ingressos esgotados, com uma sucessão de hits demonstrando que, mesmo depois dos 50 anos e com cabelos mais grisalhos, ainda é um grande showman de um carisma impressionante que não deixa a energia da apresentação cair em nenhum momento fosse uma balada ou um hit e até mesmo em uma música nova. Bastava ele sorrir no telão para que um coro de gritos ecoasse pelo estádio.

Ali estavam todos os momentos esperados, como “You Give Love A Bad Name” logo no começo do setlist incendiando o estádio emendada com “Born To Be My Baby”, descer até o público para cantar “Lay On Hands On Me” fazendo jus ao título da canção e chamar uma fã ao palco para cantar “Bed of Roses” enquanto todas as outras suspiravam e gritavam ao ver cada cena do vocalista no palco com a moça.

Mas metade do espetáculo da noite não seria possível sem a plateia que participava em todos os momentos possíveis chegando a pedir “Always” em coro, cantando trechos dela no intervalo para o bis. E foi com ela que a banda retornou. De acordo com o setlist divulgado pela produção, a canção não estava oficialmente no set mas constava como uma opção a ser tocada em algum momento. E, iluminada por um mar de celulares, a balada que não foi tocada na noite anterior no Rock In Rio emocionou os presentes.

Para fechar de forma memorável e épica, “Livin’ On A Prayer” veio na sequência fazendo com que o refrão fosse cantado de forma tão alta que até chegou a encobrir um pouco o som do local dependendo de onde você estivesse. E esse não foi o fim. Após agradecer mais uma vez ao público, “These Days” (que não havia sido tocada em 2013 na cidade) encerrou as duas horas de uma apresentação que está entre as melhores que o Bon Jovi já fez no país.

Setlist Bon Jovi

This House Is Not for Sale
Raise Your Hands
Knockout
You Give Love a Bad Name
Born to Be My Baby
Lost Highway
We Weren’t Born to Follow
Lay Your Hands On Me
In These Arms
New Year’s Day
(You Want to) Make a Memory
Bed of Roses
It’s My Life
Someday I’ll Be Saturday Night
Wanted Dead or Alive
I’ll Sleep When I’m Dead
Have a Nice Day
Keep the Faith
Bad Medicine

Bis:
Always
Livin’ on a Prayer
These Days

Deixe uma resposta

Top